FIP AMAZÔNIA

O Fundo de Investimento em Participações em Empresas Sustentáveis da Amazônia – FIP Amazônia foi criado em 2012 e iniciou seus investimentos em Janeiro de 2013. Este foi o primeiro Fundo criado para investir na região Norte em projetos e empresas que contribuam para o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Capital Investido

R$ 6.696.610,35

Percentual de Participação da ANAC S/A

9,3008%

Capital total

(10,45% capital votante)
NOME FANTASIA

FIP Amazônia

Razão social

Fundo de Investimento em Participações Multestratégia em Empresas Sustentáveis da Amazônia

Ano de constituição da empresa

2011

Diretor Presidente

Luís Fernando Laranja da Fonseca

Contato

Telefone
+55 11 98123-1206
E-mail
lflaranja@kaeteinvestimentos.com.br
Endereço
PR de Botafogo, 501 – Andar 5 – Parte, Botafogo – Rio de Janeiro – CEP 22250-040

Sobre

O Fundo tem forte apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) 80% das ações, da Agência de Negócios do Estado do Acre – ANAC com 9%, do Banco do Estado do Pará – Banpará com 5% e Kaeté Investimentos com 4%, Saga Investimentos e Participação do Brasil 2%. Através de programa coordenado pelo BNDES, a Kaeté Investimentos (Gestora brasileira com foco em Desenvolvimento Regional e Investimentos Sustentáveis e de Impacto) foi selecionada como a gestora deste Fundo, sendo responsável por selecionar os melhores investimentos para o portfólio, ajudar na estruturação e organização da gestão dos projetos investidos e buscar o crescimento e sucesso destes projetos.

Com o objetivo da promoção do desenvolvimento econômico, o BNDES e as agências de desenvolvimento investiram no Fundo para atrair recursos adicionais para as economias locais visando dinamizar empresas e empreendedores da região. Como exemplo, o Fundo investiu R$ 45 milhões em três empresas acreanas (Peixes da Amazônia S/A, Dom Porquito S/A e Acreaves) entre 2013 e 2018, se considerados os recursos captados junto a outros sócios e financiamentos bancários, estas três empresas investiram cerca de R$ 150 milhões na economia do Acre neste mesmo período. O efeito multiplicador do Fundo para investimentos produtivos é muito alto.

Com o investimento na economia local, principalmente em negócios com maior impacto social para a região (geração de empregos, renda, e apoio ao cooperativismo e agricultura familiar), cria-se também impactos ambientais positivos através do fortalecimento dos arranjos produtivos locais, agregação de valor nos produtos da região e redução da pressão por mais desmatamento.

A parceria do Fundo com o Estado do Acre foi muito favorável dada à riqueza natural abundante e o empreendedorismo do povo do Acre, focando em cadeias produtivas locais como a piscicultura, suinocultura e avicultura, que possam ter grande impacto econômico no estado através do uso de tecnologia de ponta, treinamento e valorização da mão de obra local, e integração produtiva com pequenos e médios produtores rurais. 

Elementos que geram expectativa de sucesso para o FIP Empresas Sustentáveis da Amazônia:

Novas indústrias limpas na Amazônia (biotecnologia, biodiversidade, serviços ambientais, conservação e turismo);

Industrialização e agregação de valor nas cadeias produtivas regionais;

Reorganização da dinâmica econômica destas regiões a partir de investimentos em infraestrutura e maior integração regional e com países andinos.